Blog :: Xalingo

Tag - educação

5 Dicas para Enfrentar os Desafios do Volta às Aulas

O retorno às aulas pode sempre representar um desafio tanto para os pais quanto para os filhos. Essa volta traz consigo várias emoções e ansiedades, afinal, envolve a troca de turma, novos professores e aprendizados.

Além disso, significa a quebra da rotina das férias, quando as crianças estão mais próximas dos pais e sem grandes responsabilidades, como a escola.

Dessa forma, é importante ter um acompanhamento próximo dos papais e mamães para que os pequenos possam enfrentar esse período com mais tranquilidade e apoio.

1. Voltem aos Poucos para a Rotina

Depois do período de férias, as crianças saem da rotina, e o retorno abrupto às aulas pode causar um impacto muito grande. O ideal é ir retomando a rotina aos poucos durante as férias, para que, quando chegar o momento da escola, a transição seja mais suave.

E a rotina não deve ser apenas dos filhos, mas também responsabilidade dos pais. Os filhos precisam ter exemplos dos pais para conseguirem seguir a sua rotina também.

2. Ajudem a Criança a Encarar a Realidade

Encarar a realidade é um fator necessário para a criança se acostumar com a alternância entre férias e a escola. Elas precisam entender que a escola é necessária e um compromisso importante a ser cumprido.

Quanto mais cedo as crianças compreenderem a realidade ao seu redor, melhor lidarão com as responsabilidades do dia a dia e da vida adulta.

3. Façam um Checklist

Antes de voltar à rotina escolar, é importante criar um checklist com os pequenos como uma preparação para o tão esperado retorno. Liste os materiais necessários, uniforme, lanche e outros itens, para que a criança aprenda a se organizar e se prepare para o retorno.

Acompanhe seu filho nesse processo e inclua-o na escolha e compra dos materiais necessários.

4. Esteja Junto com as Crianças

Já mencionamos a importância da participação dos pais nesse processo de mudança. Com as férias, a família costuma estar mais unida, e é fundamental manter essa união durante as aulas.

Os pais podem buscar as crianças na escola, almoçar juntos, realizar atividades recreativas e auxiliar com as tarefas de casa. Essa atitude demonstra o apoio familiar.

5. Não Esqueça dos Jogos Educativos

Sabemos que nas férias é essencial incluir os pequenos em atividades divertidas que movimentem o corpo, mas também é crucial participar de jogos educativos para que continuem desenvolvendo suas habilidades cognitivas e de raciocínio, complementando o que vivenciam na escola.

A Xalingo Brinquedos possui uma Linha Educativa pensada especialmente para o desenvolvimento das crianças. Confira abaixo algumas opções:

Jogo da Memória Sombras e Forma

O Jogo da Memória Sombras II, é um brinquedo que possibilita às crianças a desenvolverem a atenção e a percepção visual, além de distinguir semelhanças e diferenças. Compre aqui.

Sequência Lógica das Formas

O Jogo Sequência Lógica das Formas 15 peças da Xalingo, possibilita desenvolver a atenção, a coordenação motora, a percepção visual, a associação de ideias, o pensamento lógico e a noção espacial. Compre aqui.

Quadro de Atividades II 

Oferece às crianças uma série de benefícios para o cotidiano e para o seu desenvolvimento, envolvendo estudos, diversão, tarefas de casa e muito mais! Compre aqui.

Brincadeiras para Fazer com as Crianças Antes que Elas Cresçam

Crianças crescem rápido, e cada momento compartilhado com elas é especial. Que tal aproveitar o tempo agora para criar memórias inesquecíveis através de brincadeiras simples e divertidas?

Aqui estão algumas ideias para se divertir com os pequenos antes que eles cresçam!

1. Gincana

Organize uma gincana no quintal ou até mesmo dentro de casa. Crie desafios simples e engraçados, como pular corda, correr de saco e equilibrar objetos. A diversão está garantida, e todos vão se divertir juntos.

2. Guerra de Bexiga d’Água

Em um dia quente, não há nada melhor do que uma boa guerra de bexiga d’água! Divida as equipes, encha as bexigas e deixe a diversão começar. Certifique-se de ter toalhas por perto para a hora da “batalha”.

3. Pintar

Solte a criatividade! Pegue pincéis, tintas e folhas em branco para uma tarde de pintura em família. E para tornar a experiência ainda mais especial, experimente o Quebra-Cabeça 3D Caminhão para Pintura Xalingo – uma atividade DIY que estimula a coordenação motora e a imaginação das crianças. Compre o seu aqui.

4. Faz de Conta

Monte uma casinha infantil interativa, como o Playground Casinha Infantil Chalé Da Montanha. Com ela, as crianças podem entrar no mundo do faz de conta, criando histórias e personagens. Essa brincadeira estimula a imaginação e fortalece os laços familiares. Compre a sua aqui.

5. Jogos de Tabuleiro

Resgate os jogos de tabuleiro clássicos! O Jogo de Tabuleiro Corre Pirata 60 peças Xalingo é uma ótima opção. Reúna a família para uma noite de diversão competitiva e estratégias inteligentes. Os momentos compartilhados durante esses jogos são verdadeiramente valiosos.

Aproveite cada instante com as crianças, pois eles crescem rápido demais. Essas brincadeiras simples não só proporcionam diversão, mas também fortalecem os laços familiares e criam lembranças que durarão para sempre. Então, reserve um tempo para se desconectar, rir e brincar juntos! E se precisar de uma ajudinha com novas brincadeiras para aproveitar, conheça todas as linhas da Xalingo Brinquedos, clique aqui.

Criando rituais com seus filhos

Apesar de semelhantes, as rotinas e os rituais são diferentes. Ambos devem estar presentes na vida de seus filhos para que colecionem memórias afetivas em família.

A rotina é a criação de tarefas durante o dia em horários certos, enquanto os rituais envolvem mais o lado emocional e complementam a rotina como uma experiência afetiva. Pode ser uma leitura para dormir, uma música no banho, enfim… Existem várias possibilidades!

Quer saber mais sobre como inserir rituais especiais com os pequenos? Continue a leitura que vamos te contar.

Por que são importantes?

Os rituais não precisam ser algo muito mirabolante; um simples ato pode se tornar algo muito especial. Por exemplo: deixar um recado na lancheira do seu filho.

Eles são necessários para que as famílias apreciem cada momento juntos e desacelerem da rotina corrida do dia a dia. Trabalho, casa e escola podem deixar todos ansiosos e acabar esquecendo dos pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

Como implementar os rituais?

Os rituais começam com pequenos passos e vão se transformando em algo natural. É importante focar principalmente nos atos mais simples e manter sempre dentro da rotina, não perder o hábito.

Os rituais devem ser aqueles que colaboram para criar laços de carinho entre você e seus pequenos, como nos exemplos abaixo:

  • Tomar café da manhã ouvindo músicas tranquilas e felizes.
  • Ler histórias antes de dormir.
  • Separar um momento para conversar sobre o dia.
  • Combinar de assistir a um filme com pipoca uma vez por semana.
  • Fazer programas especiais fora de casa.

Acrescente brincadeiras divertidas com a Xalingo.

A Xalingo possui diversos jogos e brinquedos super divertidos para incluir em rotinas e rituais em família. Agregue ainda mais esses momentos com mais alegria.

Além de colecionar memórias, os brinquedos da Xalingo também colaboram para o desenvolvimento cognitivo, sensorial e racional dos pequenos.

Quer saber mais sobre as várias opções para seus rituais? Entre em nosso site e conheça, clique aqui.

Como fazer as metas do próximo ano com seu filho

Você já parou para pensar em como envolver os pequenos na criação das metas para o próximo ano? Afinal, a definição de objetivos é uma excelente forma de estimular o crescimento pessoal e o desenvolvimento de habilidades.

Vamos compartilhar algumas dicas práticas para envolver as crianças no processo de definição de metas e tornar essa experiência divertida e significativa.

1. Explique a importância das metas

Antes de iniciar o processo de definição de metas, é importante explicar por que elas são importantes. De maneira simples e acessível, explique que as metas ajudam a definir direcionamentos e a conquistar coisas que desejamos alcançar.

Uma maneira de conversar com os pequenos sobre a importância é incluir nas brincadeiras exemplos práticos de como as metas podem ajudar no dia a dia, como aprender um novo idioma, melhorar notas escolares ou desenvolver uma nova habilidade.

2. Estabeleça metas realistas e tangíveis

A definição de metas deve ser um exercício realista e alcançável. É essencial estabelecer objetivos que estejam dentro de suas habilidades e possibilidades.

Incentive os pequenos a sonhar grande, mas também oriente a definir metas tangíveis e mensuráveis. Por exemplo, em vez de “ser o melhor aluno da classe”, uma meta mais específica poderia ser “melhorar minhas notas em matemática em 10%”.

3. Encoraje a diversidade de metas

Para estimular o crescimento amplo e saudável do seu filho, encoraje-o a definir metas em diferentes áreas da vida. Além do desempenho acadêmico, incentive-o a pensar sobre metas relacionadas à prática de esportes, amizades, hobbies ou habilidades criativas. Isso ajudará a promover uma visão equilibrada do desenvolvimento pessoal e a incentivar a autoestima.

4. Crie um plano de ação

Uma meta só se torna realidade quando é acompanhada de um plano de ação. Ajude a criar um plano detalhado que inclua as etapas necessárias para alcançar cada objetivo estabelecido.

Quebre as metas maiores em tarefas menores e acompanhe o progresso juntos ao longo do ano. Ensine a importância da organização e perseverança para alcançar objetivos.

5. Celebre as conquistas

Nada é mais motivador do que celebrar o sucesso! À medida que seu filho alcança suas metas, esteja presente para comemorar junto com ele. Reconheça os esforços e conquistas, recompense com elogios sinceros e, se possível, ofereça pequenas recompensas como incentivo extra.

Esse tipo de reconhecimento positivo ajudará a fortalecer a confiança e a motivação do seu filho para continuar buscando novos objetivos.

A definição de metas é uma ferramenta inspiradora na educação das crianças. Ao envolvê-los nesse processo desde cedo, estamos incentivando a autonomia, o planejamento e o crescimento pessoal. E se quiser tornar ainda mais divertido, conte com a Xalingo Brinquedos nesse processo! Aproveite nossos lançamentos e os descontos para incluir mais diversão na vida dos pequenos, clique aqui.

Conheça a nova Linha de Desenvolvimento da Xalingo

Pais, mães e responsáveis sempre desejam o melhor para as crianças. Não medem esforços para proporcionar a elas todas as oportunidades de crescer e se desenvolver em indivíduos bem equilibrados.

Um aspecto crucial do desenvolvimento que muitas vezes é negligenciado é a brincadeira. Brincar não é apenas uma maneira de manter as crianças entretidas; desempenha um papel significativo na formação de suas habilidades cognitivas.

Explore a importância da brincadeira no desenvolvimento cognitivo das crianças e descubra os novos lançamentos da Xalingo!

1. Melhora as Habilidades de Resolução de Problemas

O tempo de brincadeira permite que as crianças encontrem várias situações que exigem resolução de problemas. Seja construindo blocos, resolvendo quebra-cabeças ou participando de brincadeiras imaginativas com outras crianças, estão constantemente exercitando suas mentes. Essas atividades lúdicas oferecem oportunidades para as crianças pensarem criticamente e encontrarem soluções para os desafios que encontram.

2. Cultivar Habilidades de Linguagem e Comunicação

A brincadeira oferece um ambiente ideal para as crianças desenvolverem suas habilidades de linguagem e comunicação. Seja brincando com colegas, irmãos ou pais, aprendem a se expressar, ouvir ativamente e participar de conversas significativas.

Ao compartilharem suas experiências, naturalmente expandem seu vocabulário e melhoram suas habilidades de comunicação verbal. Além disso, jogos que envolvem regras e instruções ajudam as crianças a entender a importância e o valor da comunicação clara.

3. Promove Interação Social e Inteligência Emocional

Através da brincadeira, as crianças têm a oportunidade de interagir com os outros, fomentando suas habilidades sociais e inteligência emocional. Seja revezando-se, compartilhando brinquedos ou cooperando em atividades de grupo, aprendem lições valiosas sobre empatia, respeito e trabalho em equipe.

O tempo de brincadeira também permite que os pequenos explorem suas emoções e desenvolvam autoconsciência.

A brincadeira nunca deve ser subestimada quando se trata de seu impacto no desenvolvimento cognitivo de uma criança! Sendo assim, venha conhecer os novos lançamentos da Xalingo e tenha ainda mais opções para divertir a criançada!

Quadro de Atividades Desenvolvimento Xalingo

O Quadro de Atividades II com 18 Cartas da Xalingo, oferece às crianças uma série de benefícios para o cotidiano e para o seu desenvolvimento, envolvendo estudos, diversão, tarefas de casa e muito mais! Clique aqui e adquira o seu em nosso site!

Separando Cores e Contando Xalingo

O jogo Separando Cores e Contando da Xalingo, ajuda a desenvolver o pensamento lógico, a coordenação motora, o reconhecimento de cores e o aprimoramento do movimento de pegar, agarrar e soltar! Garanta já para os seus pequenos, clique aqui.

Quadro para Colorir Pixel Art II

É um brinquedo que ajuda as crianças no desenvolvimento cognitivo e no senso de observação, além de possibilitar a identificação de diversas letras, formas e cores, proporcionando momentos de diversão por meio de diversas criações, sempre estimulando suas habilidades! Saiba mais sobre esse brinquedo aqui!

Quais os benefícios de brincar de Quebra-Cabeça?

É incrível como um simples jogo divertido pode trazer vários benefícios para os nossos pequenos! Estamos falando sobre os quebra-cabeças!

Essa brincadeira clássica não só proporciona horas de diversão, mas também é uma ótima maneira de desenvolver habilidades importantes nas crianças. Para a educação infantil, este jogo se torna uma ferramenta de aprendizado que estimula o lado cognitivo e o psicomotor, explorando diferentes níveis de dificuldade e temas, eles aprimoram a paciência, a concentração e a persistência.

Seja na escola ou em casa, o quebra-cabeça é ótimo em todas as horas de diversão e pode ser implementado no aprendizado de forma lúdica e enriquecedora! Descubra com a gente os benefícios incríveis de brincar de quebra-cabeça!

Conheça 4 benefícios do quebra-cabeça para o aprendizado infantil

Esse jogo milenar ainda é bastante valorizado para o aprendizado dos nossos pequenos. Ele é muito mais do que o encaixe das peças, planeje e estruture corretamente a sua implantação na vida das crianças e divirtam-se!

Veja abaixo seus benefícios! Ah, e fique de olho na classificação indicativa de cada jogo!

1. Estimula o pensamento lógico

O quebra-cabeça é um excelente exercício para estimular o pensamento lógico das crianças. Ao enfrentarem o desafio de encaixar as peças e formar a imagem completa, elas precisam analisar diferentes possibilidades, testar estratégias e pensar de forma sequencial. Essa habilidade é fundamental no desenvolvimento do raciocínio matemático.

2. Desenvolve resolução de problemas

Resolver um quebra-cabeça requer paciência, concentração e perseverança. À medida que as crianças se envolvem com essa atividade, elas aprendem a lidar com a frustração de não conseguir encaixar todas as peças imediatamente. Essa experiência ajuda a desenvolver habilidades importantes de resolução de problemas, pois as crianças aprendem a analisar o desafio, pensar em alternativas e encontrar soluções de forma independente.

3. Melhora a memória

Outro benefício surpreendente de brincar de quebra-cabeça é o estímulo à memória das crianças. Durante o processo de montagem do quebra-cabeça, elas precisam se lembrar de detalhes visuais da imagem, como cores, formas e padrões. Essa atividade requer atenção e foco, estimulando a memória de curto prazo. Além disso, ao repetirem a brincadeira com diferentes quebra-cabeças, as crianças exercitam sua memória de longo prazo, fortalecendo sua capacidade de reter informações e recordar experiências anteriores.

4. Ensina a trabalhar em grupo

O quebra-cabeça também é uma excelente oportunidade para ensinar às crianças a importância do trabalho em grupo. Ao brincarem juntas, elas aprendem a compartilhar, colaborar e se comunicar efetivamente. Resolver um quebra-cabeça em equipe requer coordenação e cooperação, como também incentiva a troca de ideias e a construção de consenso. Essas habilidades sociais são fundamentais para o desenvolvimento saudável das crianças e serão úteis em diversas situações ao longo da vida.

Dicas de Quebra-Cabeça da Xalingo

Agora que você conhece os incríveis benefícios de brincar de quebra-cabeça, vamos compartilhar 3 indicações de quebra-cabeça da Xalingo para tornar essa experiência ainda mais divertida e educativa:

Quebra-Cabeça Ghostforce Xalingo

Com o Quebra-Cabeça Ghostforce, brincar e aprender nunca foi tão divertido! O jogo de montar ajuda as crianças a se inspirarem e a trabalhar a imaginação e a criatividade. Compre o seu aqui.

Quebra-Cabeça Hulk 30 peças Xalingo

Escolha um brinquedo divertido e educativo para os pequenos! Esse jogo é a opção perfeita para as crianças que são fãs do Hulk! Garanta o seu aqui.

3. Quebra-Cabeça Cozy Coupe Little Tikes Xalingo

A Turma do Cozy Couple Little Tikes também ajudam no desenvolvimento e aprendizado dos pequenos! Não perca essa oportunidade de aprender brincando. Clique aqui e garanta o seu.

Dia Nacional dos Surdos: Conheça a Linha Libras

Dia Nacional dos Surdos: Conheça a Linha Libras

O dia 26 de setembro é considerado o Dia Nacional dos Surdos. A data foi estabelecida após a criação e aprovação da lei 10.436, que reconhece a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como meio legal de comunicação e expressão no Brasil.

Setembro azul é o nome dado à campanha de conscientização e visibilidade às pessoas surdas do país. São em média 10 milhões de brasileiros que sofrem algum grau de surdez, seja leve, moderado, severo ou profundo.

A Xalingo apoia totalmente essa causa e oferece uma linha de Brinquedos Libras para ajudar as crianças a aprenderem essa forma de comunicação desde cedo. Isso é um passo importante para promover a inclusão das crianças surdas. Conheça a Coleção!

Jogo de Tabuleiro Aprendendo Libras Xalingo

O Jogo de Tabuleiro Aprendendo Libras Xalingo é perfeito para treinar a datilologia em Libras enquanto se diverte! Contém 11 peças em madeira reflorestada e 04 peões em plástico e acompanha lançador de dados e gabarito.

Compre já o seu para se divertir com os pequenos, clique aqui!

Quebra-Cabeça Aprendendo Libras Xalingo

O quebra-cabeça ensina os pequenos a associarem o alfabeto em libras de forma lúdica e divertida! Aprender brincando é a maneira mais simples de associar o conteúdo.

Composto por 52 peças em madeira reflorestada, o quebra-cabeça ajuda a desenvolver a atenção, a noção de forma, a habilidade de encaixar e também a estimular o aprendizado da Libras.
Adquira já para os seus pequenos e comece o aprendizado, clique aqui.

Entenda a importância do incentivo à leitura na infância

A leitura é uma das habilidades mais importantes que podemos ensinar às crianças. Além de proporcionar momentos de lazer e diversão, a leitura é fundamental para o desenvolvimento cognitivo e emocional dos pequenos. Continue lendo e confira algumas dicas sobre o assunto!

Quando incentivamos a leitura desde cedo, estamos contribuindo para que as crianças desenvolvam uma série de habilidades importantes, tais como: a criatividade, imaginação, concentração, memória e a capacidade de raciocínio e resolução de problemas. Além disso, também é uma excelente forma de desenvolver a empatia e de se colocar no lugar do outro.


Como incentivar a leitura na infância? 

A primeira coisa que os pais podem fazer é criar um ambiente propício para a leitura. Isso significa ter em casa uma variedade de livros, revistas e jornais, além de um espaço tranquilo e aconchegante para que as crianças possam se dedicar ao momento.

Além disso, é importante que os pais deem o exemplo, lendo também em casa. Quando as crianças veem os pais lendo, elas entendem que a leitura é uma atividade importante e prazerosa. É também uma excelente oportunidade para os pais compartilharem suas próprias experiências e opiniões sobre os livros que estão lendo.

Outra forma de incentivar a leitura é contar histórias para as crianças. Isso pode ser feito desde muito cedo, mesmo antes de a criança saber ler. Contar histórias é uma excelente forma de estimular a imaginação e o interesse por essa atividade.


Ler deve ser uma atividade divertida

É importante lembrar que cada criança tem suas preferências e seu próprio ritmo de aprendizado. Por isso, é fundamental respeitar o tempo e as escolhas de cada uma delas. Não é preciso forçar a leitura ou impor determinados livros ou temas. A leitura deve ser um prazer e uma descoberta constante, sempre respeitando o interesse e a curiosidade de cada criança.

Em resumo, incentivar a leitura na infância é um investimento valioso na formação educativa. Além de desenvolver habilidades importantes, a leitura também é uma excelente forma de criar momentos de conexão e de afeto entre pais e filhos. Então, vamos dar asas à imaginação e embarcar nessa viagem pelo mundo dos livros!


Quer conferir outros artigos sobre o mundo das crianças? Então, acesse nosso blog agora mesmo e aproveite!

Por que é importante ensinar educação financeira para os filhos?

Muitos pais não sabem como falar sobre dinheiro com os jovens. O assunto, tão crucial para criar responsabilidade em crianças e adolescentes, precisa ser abordado cuidadosamente, de modo que as orientações surtam o efeito esperado desde cedo.

Vamos mostrar para vocês a importância de ensinar a educação financeira para os filhos e as vantagens de começar aplicá-las em casa desde cedo.

O que é e como funciona a educação financeira?

Esse assunto desperta muita dúvida nos pais, já que vivemos em uma sociedade consumista e temos como dever fazer escolhas conscientes na hora de lidar com o nosso dinheiro.



Precisamos entender que a aprendizagem está além da organização de gráficos e tabelas, ela está nos pequenos atos do cotidiano.

Para saber usar o dinheiro conscientemente, é preciso falar com leveza com os filhos — dando um cofrinho, pagando uma mesada ou, até mesmo, emplacando um jogo ou uma conversa em família.

Quando iniciar as lições de educação financeira para crianças?

A dúvida é bastante popular entre os pais e tem respostas simples, a depender primeiramente da idade do filho. Tudo isso porque há diferenças na forma como uma criança de 6 anos e um adolescente de 13 usam o dinheiro no dia a dia.

De 3 a 6 anos

Não se apavore: a educação sobre a renda deve iniciar no jardim de infância e na alfabetização, no período que vai dos 3 aos 6 anos de idade, quando as crianças começam a despertar para o valor das coisas e a necessidade das trocas ao redor delas.


Nessa etapa, os especialistas indicam que haja um estímulo visual para os pequenos verem o dinheiro aumentando. Em vez de dar mesada a eles, aposte em um frasco transparente e os incentive a completar o cofrinho com as moedas que ganharem ao longo da semana.

Exercite os pequenos também por meio de exemplos do dia a dia, especificando o valor de cada coisa e o que cabe ou não no orçamento familiar.

De 7 a 13 anos

Após os 7 anos de idade, seus filhos começam a entender melhor a relação com o dinheiro. Se, antes, a mesada não era a aposta ideal para iniciar a vida financeira deles, deve ser uma boa escolha nessa fase!

Estipule um valor mensal ou semanal para repassar aos jovens. Pense nos gastos habituais dos seus filhos e cobre deles metas – como exemplo tirar notas azuis no boletim do colégio — para ganhar uma quantia x.

Tendo o dinheiro em mãos, peça que eles administrem o valor com responsabilidade. Afinal de contas, se usarem tudo antes do tempo, não receberão nova mesada antes do prazo estabelecido.

Uma boa forma também dos seus filhos compreenderem o mundo econômico é por meio de jogos lúdicos, a exemplo do Steam Matemática da Xalingo Brinquedos.

A partir de 14 anos

Incentivando os jovens a lidar com o dinheiro desde os primeiros anos de vida, é compreensível que eles cheguem à adolescência tendo um grande senso de responsabilidade diante das finanças pessoais.

Além de receberem uma mesada, eles devem saber cuidar da própria conta no banco. Abra uma poupança ou conta corrente simples com eles para que saibam a importância da educação na conquista da liberdade financeira.

Com a saída do ensino médio e o início da graduação, apresente a eles um cartão de crédito. O benefício é uma ótima pedida para cobrar deles ainda mais jogo de cintura para não perder o limite ao fazer compras.

Quais são as boas práticas para implementar a educação financeira?

No tópico anterior, vimos como a educação financeira é de extrema importância desde cedo e pode ocorrer em diferentes fases do desenvolvimento. Quantos adultos não olham para trás e desejariam ter apreendido esses cuidados?

Para quem aprendeu como administrar as finanças, uma boa ação é ajudar as novas gerações a se tornarem mais responsáveis com o próprio dinheiro. Nem sempre é fácil, mas, aos poucos, seus filhos mostrarão que todo esforço valeu a pena.

Incentive a percepção de valores

Ensinar o funcionamento do dinheiro, na prática, é a melhor forma de mostrar às crianças a importância de ter responsabilidade com os gastos. Na ida à padaria, em um passeio, informe o valor das coisas que elas pediram e incentive-as a fazer a mesma coisa. Explique o motivo quando não for possível comprar algo e o que precisa ser feito para comprar tal produto em outro momento, como economizar ou esperar o próximo mês.

Mostre a diferença entre querer e precisar

Outra prática importante na educação financeira para crianças é ensiná-las o que é necessário e o que é um gasto extra.

Em primeiro lugar, é importante saber quando ter esse tipo de conversa com seus filhos, pois esse assunto pode soar cansativo para eles.

Que vantagens a educação financeira para crianças oferece?

Até aqui, você descobriu qual é a melhor idade para aprender educação financeira e quais são as boas práticas a adotar. Desde o senso de responsabilidade com o dinheiro até o despertar do consumo consciente.

Ao longo da educação financeira, a criança vai adquirindo algumas habilidades importantes que, quando ela se tornar uma pessoa adulta, com mais responsabilidades sobre finanças.

Organização

Entre os benefícios da educação financeira para os filhos está o desenvolver da organização pessoal com planos e gastos. A fim de não cair em dívida, é preciso saber desde cedo quanto se tem e quanto se pretende gastar.

Poupança

Outra qualidade atribuída ao saber usar o próprio dinheiro é a necessidade de poupar para conquistar seus objetivos. Desde cedo, as crianças descobrem que a renda só cresce no cofrinho quando se coloca mais uma moeda nele.

Consciência

No entanto, uma das maiores dádivas que a educação financeira pode despertar é o consumo consciente e responsável. Com tanta vontade de consumir, é preciso comprar apenas aquilo que realmente seja necessário.

Responsabilidade

Lidar com dinheiro é, sobretudo, exercitar a responsabilidade. Quando seus filhos passam a ganhar mesada, por exemplo, eles precisam de planejamento para não gastar tudo de uma vez e fazer a quantia durar até o próximo recebimento.

Autocontrole

Junto à responsabilidade, seus filhos passam a exercitar o autocontrole quando precisam administrar uma quantia.
Mesmo se fizerem escolhas ruins, isso mostrará que eles precisam se policiarem nas próximas vezes.

Autonomia

A boa gestão financeira, mesmo na juventude, possibilita que a pessoa consiga ter mais domínio de suas escolhas. Isso permite tomar decisões bem pensadas na fase adulta e não cometer erros que coloquem a situação financeira em risco.

Neste texto, você ficou por dentro de como iniciar a educação financeira para crianças, um aprendizado que começa desde cedo com o intuito de transformar a relação dos seus filhos com o dinheiro.

A partir de vários exemplos realizados em casa, os pequenos aprendem quanto custam os produtos que desejam, seja usando um cofrinho na infância, seja diante de uma conta bancária na adolescência.



Fontes:
https://exame.com/bussola/educacao-financeira-na-infancia-saiba-por-que-ela-e-tao-importante/

Qual a importância dos esportes para crianças?

Os esportes ajudam no desenvolvimento da criança. Na realidade, a prática esportiva é uma necessidade em todas as fases da vida e nada melhor do que iniciá-la já na infância, com o objetivo de estimular esse hábito saudável na vida dos pequenos.

Uma atividade esportiva contribui para o desenvolvimento do corpo e da mente, assim como estimula a socialização. Por ser uma atividade física organizada, o esporte melhora o desenvolvimento social, além do físico.

Sabemos que as crianças têm muita energia. Por isso, vale muito a pena direcioná-la para as atividades físicas regulares, que auxiliam no desenvolvimento cognitivo. Esse excesso de energia quando bem direcionado deixa as crianças mais focadas e, ao final do dia, proporciona qualidade no sono.

Apesar dos termos esporte e atividade física serem usados como sinônimos, há diferenças. O esporte (ou desporto) refere-se a uma atividade física organizada com regras, normalmente, praticada em grupo. Ou seja, ao praticar um esporte, a criança realizará uma atividade física, mas nem toda atividade física é considerada uma atividade desportiva.

Sendo assim, quando falamos da importância do esporte no desenvolvimento, estamos nos referindo às atividades físicas que apresentam características de competição, socialização, formação de grupos, esforço físico, habilidades motoras específicas, regras e espaços padronizados.

São quatro os desportos mais utilizados para o desenvolvimento motor infantil: handebol, futebol, vôlei e basquete. São esses que trabalham as habilidades motoras, a socialização e a cooperação.

Além desses quatro, outras atividades, como natação e as lutas (judô, karatê, esgrima etc.), contribuem para a construção musculoesquelética e a melhoria do metabolismo.

Por meio das regras e condições, as crianças aprendem a lidar com as primeiras perdas e vitórias, passam a entender melhor sentimentos como a frustração, além de desenvolver uma competitividade saudável e um relacionamento de companheirismo com parceiros e adversários.

Vale registrar, porém, que essas atividades devem ser realizadas com o auxílio de profissionais capacitados e que permitam os pais acompanharem o desenvolvimento da criança.

A prática regular de atividades esportivas também pode prevenir o estresse, problemas respiratórios, cardíacos e de coluna, principalmente porque é na infância que se desenvolve a força óssea, muscular e as capacidades motoras.

O tipo de exercício que a criança vai realizar deve ser adequado à sua idade, peso e tamanho. Antes de iniciar qualquer atividade física, um médico ou um educador físico precisa avaliar as condições da criança ou do adolescente e definir o esporte mais adequado.

É considerado interessante variar as atividades de tempos em tempos. As crianças têm curiosidade e energia imbatíveis, por isso é difícil mantê-las focadas em uma única opção por um período muito longo.

Além disso, essa variação fará com que os pequenos tenham contato com regras e aprendizados diferentes, podendo até proteger o corpo deles de repetições que possam ser prejudiciais.

Há estudiosos que sugerem a compensação, ou seja, trabalhar com dois tipos de esporte simultaneamente — como a natação e o balé, por exemplo — de forma que uma atividade desenvolva a força e a resistência respiratória, enquanto a outra trabalhe o equilíbrio, postura e ritmo.

Antes de definir o esporte que seu filho vai praticar, leve em consideração o perfil e as características particulares dele. Veja em qual das várias opções – entre as que envolvem times ou são individuais – ele deve iniciar e ser sua primeira experiência.

Aliás, incluir a criança na escolha é fundamental. Esse processo é muito importante para deixá-la familiarizada e interessada no esporte, evitando frustrações no futuro.

Tente ser criativo na hora de mostrar as opções para o seu filho e não se limite em apenas exibir vídeos. Que tal possibilitar que ele as experimente junto com você? A família toda pode aprender as regras e montar partidas para as modalidades que ele se interessar.

Hoje são tantos dispositivos eletrônicos que despertam a atenção e roubam as horas de nossas crianças que vem se tornando urgente ingressá-las no esporte como um momento de lazer e integração.

Por isso, esse tipo de atividade deve ser praticado de forma lúdica e agregadora e não só como uma solução para vencer o sedentarismo e descarregar as energias.

Escolha, junto com o seu filho, uma atividade esportiva bem legal e verá o quanto está proporcionando desenvolvimento físico e social saudável para quem você tanto ama!


Fontes:
https://blog.academia.com.br/esportes-para-criancas-que-ajudam-no-desenvolvimento/