Blog :: Xalingo

Tag - bebê conforto

Utiliza bebê conforto com seu bebê? Então leia esta postagem

Pesquisadores alertam que os pais não devem trocar o berço pelo bebê conforto por conta do risco de mortes relacionadas ao sono infantil.

 

Segundo a Academia Americana de Pediatria (AAP), aproximadamente 3.500 crianças morrem todos os anos nos Estados Unidos enquanto dormem. Isso inclui o uso incorreto de assentos de carro. No estudo, publicado pela Pediatrics neste mês, pesquisadores da AAP analisaram dados de 2004 a 2014 do National Center for Fatality Review e Prevention.

 

De 11.779 mortes relacionadas ao sono infantil, 3% ocorreram em dispositivos de sentar. Destas, 62,9% eram de automóveis. No entanto, o que chamou atenção é que em mais da metade dos casos (51,6%), as crianças estavam sentadas no bebê conforto em sua casa quando as mortes ocorreram.

 

Bebê conforto serve apenas para o carro

 

Diantes desses números, os especialistas concluíram que os assentos de carro são fundamentais para permitir que os pais transportem seus filhos com segurança de um lugar para outro. No entanto, eles devem ser usados rigorosamente conforme as instruções.

 

De acordo com a AAP, eles não devem substituir a cama. Por isso, quando chegar ao seu destino, a orientação é transferir a criança para um berço. Os dispositivos não devem ser usados ​​para dormir regularmente, pois podem causar sérios riscos, como sufocamento – pela posição em que a criança dorme, com o pescoço dobrado – ou quedas.

 

“Enquanto assentos de carro são sempre o melhor lugar para bebês quando estão sendo transportados em um veículo, isso não significa que eles são o lugar mais seguro quando eles quando estão dormindo fora do carro”, finaliza o coautor do estudo, Jeffery D. Colvin, à AAP News & Journals.

 

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

 

Fonte:
https://revistacrescer.globo.com/Bebes/Seguranca/noticia/2019/05/bebe-conforto-estudo-adverte-quanto-ao-risco-do-uso-inadequado.html

 

Viaje seguro com seu bebê

bebe

 

Assim como as cadeirinhas para crianças, o bebê-conforto é indispensável para transportar recém-nascidos e bebês em viagens de carro, pois ajuda a proteger de ferimentos graves em caso de acidentes de trânsito. Porém, um novo estudo da Universidade de Bristol, na Inglaterra, mostrou que seu uso pode trazer alguns efeitos adversos.

 

Pesquisadores da Universidade de Bristol construíram um simulador de movimento para avaliar como longas viagens de carro afetavam bebês com menos de um mês de vida. O estudo demonstrou que os recém-nascidos apresentavam dificuldades para respirar e alterações nos batimentos cardíacos se deixados no bebê-conforto por mais de meia hora, principalmente em movimento.

 

Segundo os pediatras, a idade mais segura para viajar com os bebês é a partir dos três meses. Viagens muito longas de carro são desaconselháveis e é fundamental que um adulto acompanhe o bebê no banco traseiro. Fazer paradas periódicas, retirando o bebê do suporte, para que o corpo dele descanse, também é recomendável. Outro ponto importante para garantir a segurança dentro do carro é instalar o bebê-conforto voltado para a traseira do veículo, pois é uma posição mais segura em caso de colisão ou freada brusca.

 

 

 

Fonte: Crescer  

 

Adote o moisés e tenha noites menos cansativas

Os cuidados com o bebê exigem muito da mamãe nos primeiros meses de vida e estes cuidados não se restringem somente aos momentos em que o bebê está acordado. Nas horas de sono, ele também precisa de atenção. Por isso, as mães procuram tomar as melhores decisões para cuidar direitinho da criança sem “morrer” de tanto trabalhar.

Recomenda-se que o bebê tenha seu próprio quarto e que, desde pequeno, seja acostumado a dormir no seu cantinho, longe da mãe. Mas, principalmente no primeiro mês, quando os pais estão se acostumando à rotina do bebê, uma opção que simplifica a vida é ter um moisés.

Com ele, você pode manter o bebê por perto não somente à noite (o que ajuda a evitar muitas corridas até o quarto do bebê durante a madrugada!), mas também durante o dia, quando o bebê dormir e você precisar fazer uma atividade doméstica.

Mas não exagere no tempo! Lá pelos seis meses de vida, recomenda-se que o bebê durma somente no próprio quarto. Afinal, nesta época ele já está mais “espertinho” e pode descobrir algumas manhas para ficar perto da mamãe.

E nunca, nunca mesmo, coloque o bebê para dormir na cama com vocês, pois é perigoso: entre os vários riscos, o maior é o de sufocamento (especialmente se vocês tiverem o sono pesado!). Mas isso não significa nunca deixar as crianças na cama com vocês. Durante o dia, vocês podem brincar, fazer um agradinho, até descansar enquanto você lê um livro. Mas a hora de dormir é para relaxamento e nada melhor do que cada um ter o seu espaço para uma noite tranquila de sono.