Blog :: Xalingo

Será que está na hora de mudar de escola?

Você fez uma pesquisa entre todas as escolas da cidade. Discutiu em casa com a família qual seria a melhor escolha para o seu filho, afinal, você está deixando o seu bem precioso nesse local de ensino. Só que a criança não se adaptou e o reflexo disso são notas baixas, problemas de comportamento, falta de vontade de ir às aulas. E agora, o que fazer?

Um dos principais indícios de que a escola não está adequada ao aluno são as notas baixas. Claro que não é preciso entrar em pânico com uma dificuldade pontual, mas o mau desempenho frequente e em várias disciplinas é um sinal de alerta.

Antes de tomar qualquer decisão, a dica é reunir-se com professores e coordenadores da escola e ter uma conversa franca. Se os educadores propuserem mudanças, mas ainda assim as dificuldades persistirem, o melhor caminho pode ser procurar outro lugar.

184302784

Os sinais de que a escola não está adequada variam de acordo com a idade. É normal, por exemplo, que a partir dos 11 anos as crianças passem a dizer que não querem ir, já que a criança começa a ter outros interesses. Entre os menores, a coisa é bem diferente. Se a criança chega em casa contando suas aventuras na aula, falando dos amigos, está tudo bem. Caso contrário, os pais devem ficar atentos.

Mais uma vez, procurar a escola para tentar resolver a situação é o primeiro passo. Às vezes medidas simples como trocar a criança de turma, ou dar um reforço em matemática, resolvem tudo. Também não se deve passar para os filhos a lição de desistir em qualquer dificuldade.

Os sinais de que a escola não está adequada variam de acordo com a idade. É normal, por exemplo, que a partir dos 11 anos as crianças passem a dizer que não querem ir, já que a criança começa a ter outros interesses. Entre os menores, a coisa é bem diferente. Se a criança chega em casa contando suas aventuras na aula, falando dos amigos, está tudo bem. Caso contrário, os pais devem ficar atentos.

Mais uma vez, procurar a escola para tentar resolver a situação é o primeiro passo. Às vezes medidas simples como trocar a criança de turma, ou dar um reforço em matemática, resolvem tudo. Também não se deve passar para os filhos a lição de desistir em qualquer dificuldade.

 

A escola pode ser ótima e mesmo assim não funcionar para o seu filho. Fique atento e mude rápido, se for o caso. A infância passa rápido. Para uma criança, um ano dura muito mais do que para a gente.

Antecipe os problemas:
– Converse sempre com o seu filho, ouça a opinião desde a escolha da escola e até sobre como é o dia a dia escolar;
– Mantenha contato frequente com professores e direção; vá a reuniões e festas no colégio;
– Conheça os amigos do seu filho, convide-os para sua casa, marque programas com os colegas e seus pais, vá a festinhas de aniversário.

Aconteceu o problema, vamos superar juntos:
– Converse com seu filho para tentar entender a origem do problema. Ouça o que ele tem a dizer;
– Marque uma reunião na escola, veja quais são as propostas de ação, espere um ou dois meses e acompanhe os resultados;
– Se juntos – aluno, pais e escola – não encontrarem uma solução, o melhor é mesmo tentar um novo colégio.

1 comentárioDeixe um comentário

Deixe um comentário para Patricia Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *