Blog :: Xalingo

Gestantes precisam ficar atentas ao uso do protetor solar

Durante a gestação, médicos recomendam que as mulheres parem de fazer uso de produtos de beleza que contenham componentes químicos, pois estes elementos podem fazer mal tanto à mãe quanto ao bebê. Assim, muitas ficam nove meses sem pintar os cabelos, por exemplo.

Mas os cuidados não se restringem somente a produtos de uso esporádico e estético, como é o caso das tintas – não se pinta os cabelos diariamente, antes de sair de casa. Os cosméticos e o protetor solar que a gestante usa também precisam ser analisados, pois o contato com determinados componentes químicos pode causar reações – alérgicas ou somente de resultado diferente do esperado e usual causado pela aplicação do produto. A pele pode ficar mais sensível, ressecada e sujeita a alergias ou, ao contrário, ficar oleosa e propensa à acne.

A recomendação do dermatologista Fernando Passos de Freitas, em entrevista ao portal Donna, é: reveja os cosméticos que usa e troque-os por versões mais suaves ou específicas para gestantes.

O protetor solar, fundamental durante os nove meses da gestação por ser um período em que a mulher fica mais exposta a efeitos inesperados e alérgicos devido à alteração hormonal, também precisa ser avaliado. O dermatologista frisa que quem tem pintas corre mais risco, pois o mix gestação + sol pode transformar um sinal benigno em maligno. É importante lembrar que a alteração hormonal também estimula as células a produzirem mais pigmento.

Sugestão: ao sair de casa, a gestante aplica filtro de fator 30; se ficar em casa, usa fator 15 (lâmpadas fluorescentes queimam). Mas não adianta passar uma vez ao dia: a reaplicação deve ser incluída na rotina, pois a pele absorve o produto e transpira, diminuindo o potencial efeito do protetor ao longo do dia. Quem fica em local fechado pode aplicar duas vezes ao dia (manhã e tarde, por exemplo); quem está na rua retoca a cada duas horas. Se estiver na praia ou na piscina, reaplique a cada hora.

Ao escolher seu protetor para o período gestacional, fique com os que não contenham em sua fórmula 4-metilbenzilideno cânfora (4-MBC), 3-benzilideno cânfora (3-BC) e octocrileno (OC). Estudo suíço de 2010 aponta que essas substâncias são absorvidas pelo organismo e excretadas no leite materno. Como elas podem permanecer na gordura corporal por semanas, o estudo recomenda que gestantes não tenham contato com elas.

2 ComentáriosDeixe um comentário

    • Olá Viviane, como vai? O ideal é sempre conversar com o seu médico, já que alguns produtos podem causar alergias em algumas pessoas. Um abraço

Deixe um comentário para viviane Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *